O que estás a ler, Sílvia Reis?


Para quem não conhece a Sílvia Reis é a autora do Blog O Dia da Liberdade, é mãe de 3 e uma leitora acérrima, daquelas que leem muito! Gosto da Sílvia pela simplicidade e pela autenticidade que dá a tudo o que faz, é uma das minhas MÃES.pt e não podia falta ao O que é que estás a ler?

Quem é a Sílvia?
Perguntas difíceis. Tenho 41 anos, sou licenciada em Inglês e Alemão e Mestre em Estudos de Anglística. Neste momento, sou mãe a tempo inteiro, voluntária no Lisboa Incomum e tradutora e formadora nas horas vagas. Quando chega a noite transformo-me em blogger, caso consiga. Sou casada e temos 3 rapazes, um gato e uma cadela. O nosso blog é o O Dia da Liberdade. Temos também instagram e facebook

Quando descobriste a paixão pela leitura?
A minha mãe diz que comecei a gostar de livros logo em muito pequenina, devorando-os literalmente com menos de um ano. Deixei de os devorar dessa forma e comecei a devorá-los assim que percebi que me davam asas para voar, até hoje.

És "livromaníaca" desde que idade? 
Sempre li muito mas, a partir da minha adolescência percebi que os livros eram muito mais do que um objeto. Eram um mundo, um universo no qual me podia submergir, sem fugir do que me rodeava. 

Quando e onde lês?
Obrigatoriamente, antes de dormir. É um ritual que se falha, parece que não durmo tão bem. Depois, é em todo o lado. Tenho um no carro, um na mala, para os momentos mortos, filas, etc. 

Gostas de ler um livro de cada vez ou vários em simultâneo? 
Vários, de estilos diferentes, em lugares diferentes.

Quantos livros lês em média por mês? 
Depende muito. Diria entre dois e cinco, dependendo do trabalho, da família e dos próprios livros. Há alguns que me obrigam a lê-los em duas ou três noites...

Quantos livros é que achas que já leste na tua vida?
Quando era adolescente, durante cerca de seis anos, li cerca de 5 por semana, só aí davam quase dois mil... Depois de ter filhos, diminuí o número de livros grandes lidos, mas aumentei o nível de livros fininhos... Não consigo contabilizar mas foram muitos. 

Se fosses viver para uma ilha deserta e só pudesses levar um livro, qual seria? 
A Família Suíça Robinson, para poder tirar ideias. Já não o leio há 25 anos mas recordo-me que gostei bastante de o ler.

Compras todos os livros que lês, ou frequentas a Biblioteca Municipal? 
Compro, troco, empresto e peço emprestado e também sou sócia da Biblioteca Municipal... embora fosse mais assídua quando os meus filhotes eram mais pequenos.

Não se ama alguém que não lê os mesmos livros? 
Ama, sim. Convém é que ame livros também. O meu marido também gosta de ler embora tenhamos gosto diferentes. Agora, por exemplo, ele está na fase dos audio-books em alemão e eu não o consigo acompanhar mas trocamos impressões depois de lidos.

O que estás a ler?
A Fuga de Auschwitz de Joel C. Rosenberg

Como descobriste este livro?
É uma temática que me interessa muito e que acho que todos devem ler para não nos esquecermos de como a humanidade pode ser desumana.  Quando foi a Feira do Livro, uma amiga aconselhou-mo e assim foi.

Recomendas?
É um ponto de vista um pouco diferente do que estava habituada. Fala de uma resistência, mesmo dentro de Auschwitz, da sobrevivência e dos limites da mesma. Acima de tudo, fala de amor, daquele amor fraterno que ajuda o próximo só porque é o que é correto. É dos tais que me faz ficar acordada... Isso é sempre bom sinal.

Obrigada Sílvia pela dica, também adoro ler sobre o tema do Holocausto, mas este ainda não li, mais um para a minha lista! Sigam a Sílvia em  O Dia da Liberdade.

Deixo-vos também a sugestão do Clube de Leitura by Cláudia que organizei e onde mensalmente vos envio sugestões de livros para miúdos e graúdos.

Beijinhos * Cláudia 

Enviar um comentário

Instagram

TODAS AS IMAGENS E CONTEÚDOS DESTE BLOG SÃO PROPRIEDADE DE CLÁUDIA GONÇALVES GANHÃO.
NÃO É PERMITIDO COPIAR OU UTILIZAR QUAISQUER CONTEÚDOS DESTE BLOG
PARA QUALQUER FINALIDADE SEM AUTORIZAÇÃO DA MESMA.
© Cláudia Gonçalves Ganhão . Design by Fearne.