a minha história #3


Ultimamente tenho falado um pouco mais sobre a nossa situação familiar especial, nem sempre o fiz e nem sempre o vou fazer. Falo disso porque é indissociável da minha pessoa, mas não me define, não define uma mãe, um filho e uma família. Também não é sempre difícil e muito menos sempre fácil. 

Nunca em momento algum pensei ou disse que esta situação é fácil e que é em tudo feliz e tranquila, não sou hipócrita! Somos racionais e inteligentes por isso nunca poderíamos ver tudo isto com leveza ou leviandade. Vivemos tudo o que nos está a acontecer de forma intensa, choramos, desesperamos, gritamos, procuramos, mas nunca desistimos, nunca baixamos os braços e nunca deixamos que tudo isto nos tire a vontade de viver, a vontade de ser feliz, o sorriso do rosto.

Há momentos maus, muito maus? Sim há! Não sou hipócrita, é difícil e desesperante para nós pais, para os irmãos, para os avós, para a família, para os amigos, para quem de nós gosta e para o próprio. Há dias que estamos insuportáveis, revoltados com a vida, que perguntamos porquê, que pensamos no que seria a vida sem isto. Mas também não queremos, nem deixamos, que esta situação nos torne amargos ou rancorosos, acreditamos sim que temos uma oportunidade única, que tem de ser aproveitada e  que temos a obrigação de ver as coisas noutra perspectiva. Ver o copo meio-cheio. Pela nossa sanidade mental, pelo bem-estar da nossa família, pela felicidade dos nossos filhos. 

E sei que tudo o que escreva nunca chegará para descrever tudo o que vivemos, tudo o que sentimos. Vão sempre faltar pontos de vista, vão sempre faltar dias, momentos, pensamentos, ideias, reflexões... 

Mas acima de tudo o que quero mostrar quando falo da nossa situação, é que é possível erguer a cabeça, é possível ter momentos imensamente felizes, é possível seguir com a vida, é possível ainda sonhar, planear, melhorar, procurar. Nada acaba quando se tem uma história assim, as pernas não são cortadas e os sonhos não vão (todos) por água abaixo.

Há dias negros, há dias brancos, há dias cinzentos, há dias de todas as cores e pantones, mas não é assim na vida de todos nós que por aqui andamos?


Beijinhos * Cláudia

[Acompanhem o meu dia a dia no Instagram e no Facebook]

Enviar um comentário

Instagram

TODAS AS IMAGENS E CONTEÚDOS DESTE BLOG SÃO PROPRIEDADE DE CLÁUDIA GONÇALVES GANHÃO.
NÃO É PERMITIDO COPIAR OU UTILIZAR QUAISQUER CONTEÚDOS DESTE BLOG
PARA QUALQUER FINALIDADE SEM AUTORIZAÇÃO DA MESMA.
© Cláudia Ganhão . Design by Fearne.